TRECHOS SOBRE E-BOOKS DE IMPORTANTE REFLEXÃO

“MULHERES GUERREIRAS: pessoas comuns, mas especiais”

TEXTO-CHAMADA

” Este e-book será dedicado às mulheres – que muito merecem ser homenageadas e reconhecidas, mas especialmente, às mulheres guerreiras, pelo valor e importância que possuem nos diversos setores da sociedade, principalmente, na família, base da sociedade.

Serão abordados: Capítulo 1: Conceitos Importantes; Capítulo 2: Mulher Guerreira e os Homens; Capítulo 3: Mulher Guerreira e Família; Capítulo 4: Mulher Guerreira e Família II; Capítulo 5: Mulher Guerreira e as Doenças.

Enfim, pretende-se ao mesmo tempo refletir e homenagear as mulheres guerreiras, que tanto merecem o reconhecimento de todos nós e nem sempre têm.”

Alguns trechos:

” Primeira conclusão é a hipocrisia. Por que ter um comportamento que é ultrapassado há muito tempo? Não vivemos mais na Pré-História, muito progresso houve de lá para cá, certo? Nem tanto assim!! Houve progresso científico, filosófico, religioso, mas mesmo assim, houve progresso no comportamento humano? O homem continua a ser machista!! Como já escrevi em texto anterior: “Qual a vantagem de ser machista”? Há alguma vantagem? Qual?”

” A interpretação de cada definição responde a questão. Nem é preciso comentar, porque estão muito claras e objetivas as definições. Ter amizade, na verdade, é um sentimento que deveria haver entre todos. Ter amizade é o contrário de ser egoísta, este não se preocupa em ser amigo, preocupa-se apenas consigo e as necessidades que tem. Na verdade, qual a diferença entre ter amizade com mulher ou com homem? Não há diferença!! O problema é o egoísmo de certos homens, que tem o interesse pessoal de conquistar uma mulher, muitas vezes não a respeitando.”

” E tudo é mais difícil, porque tem de fazer tudo sozinha, inclusive prover a casa. É muita pressão para uma pessoa só. A mulher-mãe-guerreira consegue fazer e bem, o que com certeza a maioria dos homens não faria, mas mesmo assim, é uma carga que deveria não existir, se houvesse mais fraternidade e justiça na sociedade. Deveria ser natural uma pessoa ajudar a outra. Uma mãe, só por ser mãe, deveria ser muito respeitada, mas, infelizmente, não é. A falta de um marido, que seja apenas um provedor, é sentida na sociedade machista e hipócrita.”

” Por isso, sem exagero, atribuo a uma aproximação – como já afirmei anteriormente – da Divindade. Como entender sem ser isso? Certamente, sem dúvida alguma, a mulher-mãe-guerreira é um ser diferenciado dos demais, ela é dotada de uma força interior que os outros não possuem, ou seja, interiormente, intimamente é melhor que as outras pessoas. Nem doenças, que fazem a maioria ficar de cama, vence a mulher-mãe-guerreira. É de se admirar!!”

“REFLEXÕES SOBRE POLÍTICA E POLÍTICOS; EDUCAÇÃO E EDUCADORES E A SOCIEDADE” 

Alguns trechos:

” Leis e justiça social devem estar sempre intimamente relacionadas, do contrário, para que leis? É algo muito deprimente usar leis em benefício próprio, manipulando situações e ações. Corrupção é algo que se deveria combater duramente e os políticos devem exemplificar, ou serem exemplarmente punidos. As leis não podem ser apenas aplicada ao povo. E os políticos?”

” De acordo com (SAVIANI, Demerval, Educação: do Senso Comum à Consciência Filosófica, p. 171) “Educação será entendida aqui como um processo que se caracteriza por uma atividade mediadora no seio da prática social global. Tem-se, pois, como premissa básica que a educação está sempre referida a uma sociedade concreta, historicamente situada”.”

” Infelizmente, percebe-se que muitos educadores não têm consciência social, para eles “tanto faz”, é indiferente um partido ou outro, ou pior, normalmente são favoráveis a partidos e medidas que vão contra a sociedade mais carente, vão contra o povo. Como entender este comportamento? Como explicar este fato? Educadores deveriam ser as pessoas mais engajadas na sociedade e mais conscientes da importância deles para a sociedade. Ainda bem que há aqueles que têm engajamento e consciência e faço questão de parabenizá-los por isto. Mas, é preciso que todos tenham esta consciência e este engajamento. Se os educadores fossem conscientes e unidos, a educação, a política e a sociedade seriam outras. “

” Certamente, a sociedade ideal é possível, mas para isto, é preciso haver conscientização e participação cidadãs de todos na sociedade: deve haver compromisso com a política em todos os sentidos, somos seres políticos, mesmo que não concorrermos a cargos políticos, votamos em candidatos e temos nossas vidas influenciadas pelas decisões deles.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s